30 de set de 2012

Sexo oral: saiba como fazer mais e melhor em seu Parceiro


Não é comum encontrar uma mulher que se declare fã de sexo oral. Em geral, elas preferem receber do que fazer. Esse índice é de mais de 50% em pesquisas realizadas no Brasil e em outros países. Mas, segundo especialistas em sexualidade, são maiores os mitos que envolvem a prática do que obstáculos difíceis de superar. 
A professora de artes sensuais Nelma Penteado diz que os problemas mais comuns são a demonstração de nojo declarado, demonstrar não saber o que fazer e o sentimento de pânico de como lidar com os momentos antes da ejaculação (veja no link acima dicas da especialista). 

 Para lidar com essas e outras dúvidas das mulheres, a médica norte-americana Sadie Allison, doutora em sexualidade humana, publicou em 2007 o livro Tickle His Pickle (título que em português poderia ser traduzido para o nada ortodoxo Delicie o Picles Dele), em que dá dicas de como aumentar a performance na prática. 

 Segundo ela, não há o que temer, pois neste momento são as mulheres que estão no controle. "Lembre-se: você decide a profundidade, o ritmo, o conforto", escreveu ela, que ensina o que fazer nas quatro fases do sexo oral. 

 E a primeira regra não pode ser quebrada: usar camisinha se você não tiver certeza da monogamia do parceiro nem que ele não é portador de doenças sexualmente transmissíveis. 

 Fase 1: Agonia da espera Comece encontrando uma posição confortável, pois pode ser cansativo. Além de garantir seu bem-estar, seu corpo deve ficar de maneira que permita que tronco e ombros se movimentem para cima e para baixo com você. Em seguida, a especialista recomenda começar a beijar boca, pescoço, orelhas e ir fazendo carícias pelo corpo, deixando-o na expectativa de que talvez hoje você possa ir adiante. Desabotoe a calça e faça carinhos com a mão. Com a boca, toque apenas barriga, quadris, coxas, deixando-o cada vez mais ansioso. 

 Fase 2: Revelando Vagarosamente, tire parte do underwear do parceiro e cubra o membro com beijinhos e depois com lambidas. Ainda delicadamente, deslize a ponta da língua por toda a superfície, desde a base até a ponta do pênis por algumas vezes. Quando achar que o aquecimento foi suficiente, a dica da médica Allison é engoli-lo de uma vez fazendo um barulho parecido com o sugar de uma macarronada. O livro ainda ensina outros movimentos para começar a brincadeira:

 - Molhe com os lábios com sua saliva e faça movimentos para cima e para baixo. 

- Feche os lábios criando uma espécie de vácuo e faça movimentos para cima e para baixo sem perder o vácuo. 

- Com a língua aberta e relaxada, acaricie o membro como se estivesse lambendo um sorvete. 

- Acaricie o pênis fazendo carícias rápidas com a ponta da língua. 

- Deslize o membro sobre a superfície da língua aberta. 

- Mantenha a língua para fora e mova sua cabeça para os lados, acariciando a ponta do membro. 

- Se o parceiro gostar, mordidinhas de leve estão liberadas. 

Fase 3: Movimentos rítmicos Aqui começam os principais medos femininos. Um dos mais comuns é até que profundidade deve-se colocar o pênis da boca. A resposta é clara: até onde sentir-se confortável. É possível ir aumentando a profundidade à medida que sua prática aumentar. Depois disso, o segredo é acariciar sempre o membro com a língua. Não deixe a boca aberta em formato de "O" apenas. Preste atenção se a língua passa pela ponta e por todo o pênis, além de manter os dentes longe. Quem determina o ritmo é você, pois para ser um sucesso é importante que você goste do que está fazendo. Enquanto isso, acaricie também o escroto com as mãos, de maneira gentil. 

Fase 4: A Explosão O ritmo durante o sexo oral pode ser determinado pelo seu conforto, mas quando sentir que o parceiro está chegando ao clímax será necessário manter o ritmo, pressão e velocidade, sem parar. Aqui chega um dos momentos de maior dúvida das mulheres, o que fazer quando ele estiver prestes a ejacular, caso não queira que isso aconteça na boca. A especialista dá a dica de substituir a boca pelas mãos, mas sem perder o ritmo.

www.portalaltos.com.br/
Pin It

Nenhum comentário

Postar um comentário